Chá de Alfavaca: Benefícios e Propriedades

Os chás são bebidas bastante benéficas à saúde do ser humano. É indispensável a ideia de que estar tomando pelo menos um tipo de chá todos os dias, todas as tardes, ainda que sejam chás de sachês, porque mesmo sendo chás de certa maneira industrializados, continuam tendo ainda uma certa consistência e, muitas ervas fazem inúmeros bens à saúde, portanto é necessário sim que se tome pelo menos uma xícara de chá por dia, seja do chá verde, chá de camomila, chá de erva cidreira e tantas outras ervas poderosas.

Chá de Alfavaca
Agora a erva que estaremos destacando neste artigo, é a alfavaca; a alfavaca (ocimum americanum) é bem conhecida aqui no Brasil, provavelmente você não reconhece-a por este nome porque ela é popularmente chamada de manjericão, folha larga, manjerona ou alfavaca-de-vaqueiro. Seu uso mais comum atualmente é na culinária, mas também é usada na indústria de cosméticos e na medicina popular. O manjericão pode ser ótimo acompanhado de molhos e queijos numa pizza, porém, é na medicina popular que ele merece mais destaque, devido aos benefícios do seu chá.
Então, para que você venha a entender melhor do que estamos falando e principalmente do que se trata o chá de alfavaca, todas as suas propriedades, componentes e benefícios que podem ser trazidos através desta erva maravilhosa, esteja atento(a) agora as informações que serão dadas acerca de toda a erva e seus benefícios:

Propriedades medicinais:

A alfavaca é adstringente, antibacteriana, antidiarréica, antifúngica, anti-inflamatória, antimutagênica, antioxidante, antisséptica local, antiviral, carminativa, expectorante, hipoglicemiante e sedativa.

Benefícios da alfavaca:

– Pode ser usada no tratamento de problemas renais.

– Ajuda na digestão, melhorando casos de má digestão.
– Ajuda em casos de febre e/ou tosse, diminuindo ambas.
– Atua aumentando a lactação.
– Pode ser utilizada em problemas como câimbra do estômago.
– Catarro, enxaqueca, gripe, náuseas e problemas na garganta são combatidos e evitados pelo chá.
– Gases, gastrite e vômitos são amenizados.
– Indicado para pessoas que têm muito estresse e/ou fadiga.
– É bom para o tratamento da pneumonia, da bronquite e de doenças mentais.
– Indicado para epilepsia, distúrbios do trato urinário, infecções cutâneas, micoses, prurido, conjuntivite e reumatismo.
– Pode ser usado para tratar dor de ouvido.
– Acaba com as aftas.

Como fazer o chá desta planta 

– 2 colheres de sopa da planta (raízes, folhas, flores ou ramos).
– 1 litro de água fervente.
– Coloque as 2 colheres de sopa na água, fazendo uma infusão por, no máximo, 10 minutos. Coar e adocicar são opcionais. É recomendável que seja bebido antes de dormir, ainda quente, pois é durante o sono que o nosso corpo se restabelece, dando uma forcinha às curas.

Alfavaca e o SUS:

Existe um programa de fitoterapia no SUS (Sistema Único de Saúde), que inclui inúmeras plantas e ervas. Duas características da alfavaca fizeram com que ela também fosse incluída no tal programa: a primeira é o fato de que ela produz o ácido rosmarínico, que atua no organismo como adstringente, antioxidante, antimutagênico, antibacteriano, anti-inflamatório,  e antiviral. A segunda é o fato de que a ação antibacteriana ganha reforço com os fenóis presentes nos óleos essenciais da planta, que têm ação contra bactérias de diversos gêneros.

Deixe uma resposta